Trail Menorca Cami de Cavalls (185km)

O Cami de Cavalls (Caminho dos cavalos) é um percurso que circunda toda a ilha de Menorca, sempre junto à costa, e que já existe há mais de 300 anos. Servia para os seus habitantes vigiarem a ilha de possíveis ataques, sendo que essa vigia era feita a cavalo.

O trajeto está sinalizado e catalogado como uma grande rota (GR223), sendo que para tal foram colocados cerca de 20.000 pilares de madeira com 1 metro de altura a indicarem o caminho. A prova aproveita quase essas marcações, só existindo fitas em locais urbanos ou em sítios em que possam surgir dúvidas.

Nós já tínhamos estado em Menorca de férias em 2008 e nessa altura ficamos encantados com a beleza natural da ilha, especialmente as suas praias de areia branca e água cristalina.

Antes do tiro de partida sentiamo-nos ansiosos porque queriamos começar rapidamente a correr, mas ao mesmo tempo expectantes porque nunca tínhamos corrido tantos kms de uma só vez (já participamos em corridas maiores mas por etapas), seria mais uma experiência.

Mesmo sem grande desnível (3.100+) o percurso tem trilhos divertidos, bastante variados e muitos cenários de cortar a respiração. Não tem as tradicionais subidas e descidas de montanha (longas) mas o constante sobe e desce junto às arribas é um autêntico “rompe pernas”.

Esta corrida demonstra que o trail não tem de ser obrigatoriamente na montanha e que o mais importante são os trilhos, neste aspeto Menorca é bastante privilegiada.

A competição pelos primeiros lugares foi bastante disputada, especialmente até metade da prova.

A Susana acompanhou a Gemma Avelli (vencedora) até aos 100km mas após a saída do abastecimento não conseguiu manter o seu ritmo.

A grande favorita Laia Diez, vencedora das 2 últimas edições, já se tinha retirado aos 50km. Até ao final a Susana foi gerindo o esforço e, apesar de muito cansada na parte final, conseguiu manter o 2ºlugar no pódio.

Gemma Avelli (vencedora) e Susana Simões na meta

O Telmo decidiu tentar acompanhar os primeiros atletas enquanto conseguisse. Manteve-se na liderança com Antoine Guillon (vencedor) e  Casey Morgan até aos 85km, altura em que abrandou e seguiu o seu próprio ritmo.

Com a desistência do Casey aos 115km passou então para o 2º lugar, no entanto aos 150km uma dor que vinha a sentir no pé direito tornou-se insuportável e teve de reduzir bastante o ritmo, sendo ultrapassado por vários atletas e terminando em 7º lugar.

No dia seguinte a cerimónia de entrega dos prémios decorreu num ambiente empolgante, com o anfiteatro completamente cheio e os primeiros atletas a serem ovacionados como heróis. Os menorquinos admiram muito quem consegue completar a prova e especialmente no tempo dos primeiros classificados.

Um obrigado muito especial à nossa amiga Rosário que, apesar de não correr, acompanhou-nos nesta aventura e que esteve na meta à nossa espera. Também temos de agradecer à organização que nos acolheu muito bem e nos deu todo o apoio.

 

No final sentimo-nos muito felizes pela escolha que fizemos e por termos conseguido concluir mais este desafio. Saímos de Menorca com a certeza que havemos de voltar, é um local fabuloso e as pessoas muito acolhedoras.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *