Ultra Tour 4 Massifs (168km)

Umas férias nos Alpes

Nós adoramos as férias de verão! É um momento especial para estarmos juntos e uma oportunidade para conhecermos novos recantos do maravilhoso planeta Terra.

Desta vez a opção recaiu nos Alpes Franceses. Já por 2 vezes tínhamos tido o privilégio de passear pelos Alpes, aquando da participação na Transalpine Run e na Trans D´Havet, mas nunca em território gaulês.

Começamos por ficar 2 dias em Briançon, local mítico das principais etapas de montanha do Tour de France.

Seguimos então para Megéve, famosa estância francesa de esqui onde estivemos 3 dias.

Por fim passámos 4 dias em Chamonix, a verdadeira Meca do Trail!

Por fim no dia 19 de agosto viajamos para Grenoble para o ponto alto das férias, o Ultra Trail 4 Massifs (168kms).

Este seria o desafio das férias e o mais ambicioso de 2014. Após a nossa estreia nesta distância no ano passado no Grand Raid des Pyrénées, esta prova serviria para testar a nossa evolução e maturidade, ou não, nas 100 milhas.

Tendo um desnível positivo de 10.400m, a grande dificuldade do percurso é o enorme declive das subidas e descidas, que obrigam a um grande esforço (físico e mental) para a sua transposição.

O tiro de partida para os quase 400 aventureiros foi dado às 8h da manhã do dia 22 de agosto no Parque Central de Paul Mistral. A prova consistia em percorrer os 4 maciços que rodeiam Grenoble com várias passagens acima dos 2.000 metros.

 

 

As marcações estiveram irrepreensíveis e os abastecimentos estavam sempre muito completos e com voluntários prestáveis. Não faltou animação em todas as localidades por onde passávamos, sentimos que as pessoas sabiam da existência da prova, apesar de ser só a 2ª edição.

Uma peripécia que ocorreu durante a prova foi o facto de terem entregado, antes da partida, aparelhos gps aos favoritos para que todos pudessem “acompanhar a luta entre os líderes”. Nós, autênticos estranhos, não tivemos direito a qualquer aparelho mas, a meio do percurso, estiveram propositadamente à nossa espera num abastecimento para nos entregarem os ditos aparelhos porque “não estávamos a contar com a vossa performance”.

Durante todo o percurso sentimo-nos bem e com força (dentro do possível…) o que nos ajudou a terminar numa excelente classificação que na véspera julgávamos impossível.

Classificação final:

Telmo: 3º da geral com 26:44h

Susana: 1ª feminina (16ª da geral) com 31:51h

No final estávamos muito felizes, tanto pelos resultados obtidos como pelas boas sensações que tivemos durante quase todo o percurso e que nos permitiram desfrutar a prova.

Valeu a pena termos apostado neste desafio que nos foi proposto pelo nosso amigo Daniel Calleja (que conhecemos 1 ano antes no Grand Raid des Pyrénées) e que foi 5º classificado.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *